Outras tradições

MEU CASAMENTO, MEUS VOTOS

14
OUT

MEU CASAMENTO, MEUS VOTOS

Chegou aquele momento INCRÍVEL do grande dia: Os votos. E, por que não ser totalmente autêntico e trocar os votos padrões “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, até que a morte nos separe” por algo totalmente original? Esse é o momento de declarar ao seu amor e todos os amigos e família, o quanto vocês se amam. 

Mas, por onde começar, o que deve ser considerado, Quero de Casamento? 

Vamos lá noivos. Primeiro de tudo, conversem antes: um casal é uma sintonia de duas almas. Então, o primeiro passo na hora de criar os seus votos é sentar e conversar sobre o que sentem no momento, o que esperam de cada um e como vão construir tudo juntos. Afinal de contas, é um momento pessoal que será divulgado em público! 

Deu frio na barriga? Amor é assim mesmo!

Encontrem as qualidades de cada um: uma boa forma de começar a imaginar um texto na cabeça é buscar qualidades e peculiaridades que você admira em sua cara-metade. Ele é aquele suporte que você conta para a vida toda? Ele segura sua mão e dá aquela força em momentos difíceis? Vocês se olham e a química rola instantaneamente?

Use referências, mas seja pessoal: você até pode citar trechos da Bíblia, de livros e filmes que o casal goste mas, acima de qualquer coisa, a emoção está em encontrar situações que vocês e os convidados viveram e fazer disso, passagens em seus votos. A emoção está na relação com as pessoas, não se esqueça disso.

Primeiro passo: Ok. 

Chegou a hora de pensar nas palavras. A primeira coisa que você deve lembrar é fazer uma declaração completa e que dê um nó na garganta quando for falada. Falar que ama incondicionalmente e que foi a melhor coisa que aconteceu em sua vida, por exemplo.

Fazer as promessas certas: os ritos tradicionais incluem as famosas declarações “na riqueza  e na pobreza”, mas só vocês sabem as promessas que precisam ser ouvidas, os compromissos assumidos ali para todo sempre e a importância de deixar isso registrado na presença da família e amigos. Aqui vale o toque de manter o pensamento o mais pessoal possível, fugindo de fórmulas prontas ou genéricas.

Agora é só começar a pôr no papel. 

Vocês podem optar por falar a MESMA coisa ou então cada um escrever o seu, inclusive mantendo o clima de surpresa na hora. 

Ensaie no espelho: concentração máxima na hora de transformar as palavras em emoção. É uma boa hora para testar se aquilo que está no papel  será tão bonito quando falado. Faça as alterações que precisar para que as palavras soem de forma natural. Treine em frente ao espelho, com olhar concentrado e comece o ensaio. Se preferir grave um vídeo pra depois você ver se ficou legal e se causou emoção. Caso não, faça de novo, repita quantas vezes forem necessárias para alcançar um resultado bacana.

Sem pressa na cerimônia, deixe a emoção transbordar: na cerimônia, não tente terminar os votos como quem está correndo os 100m rasos nas Olimpíadas. É um dos momentos mais solenes e intimistas do dia, então,  deixe seu coração guiar o ritmo. Fale pausadamente, sinta cada palavra, receba os sorrisos do parceiro(a) como incentivo para seguir em frente e, claro, se tiver vontade, chore!

Compartilhe o seu amor: negocie no seu pacote de filmagem uma edição diferenciada para a hora dos votos. É o tipo de conteúdo que faz muito sucesso em redes sociais e no site do casal. É legal e também uma forma criativa de fazer com que esses votos sejam lembrados.

E aí, noivos? Já deu pra ter uma ideia de por onde começar? Não esqueça de compartilhar com a gente depois como ficou. Amamos histórias de amor. 

Comentários 0

Comentários